Qual a diferença entre 4G e 5G?

A quarta geração de telefonia móvel começou a emitir ondas no final dos anos 2000. O 4G tornou a Internet móvel 500 vezes mais rápida do que o 3G e permitiu suporte para TV de alta definição em dispositivos móveis, chamadas de vídeo de alta qualidade e navegação rápida em celulares. O desenvolvimento do 4G foi um grande feito para a tecnologia móvel, especialmente para o desenvolvimento de smartphones e tablets.

O 4G é agora comum em todo o mundo, mas as coisas estão prestes a mudar novamente. A Internet das Coisas já é uma possibilidade real e o 4G não será capaz de gerenciar o grande número de conexões que estarão na rede. Espera-se que haja mais de 20 bilhões de dispositivos conectados até 2020, os quais exigirão uma conexão com grande capacidade. É aqui que o 5G entra em ação.

Recentemente o 5G gerou uma propaganda exagerada quando vimos seus primeiros testes de capacidade em andamento. Além disso, algumas das capacidades do 5G foram demonstradas durante os Jogos de Inverno de 2018 em PyeongChang, o que tornou os jogos muito mais empolgantes para fãs e participantes.

Então, o que torna o 5G tão diferente do 4G?

Para ser bem claro, acredita-se que o 5G é mais inteligente, mais rápido e mais eficiente que o 4G. Ele promete velocidade de transmissão de dados para celulares que ultrapassa em muito a rede de banda larga doméstica mais rápida disponível atualmente para os consumidores. Com velocidades de até 100 gigabits por segundo, o 5G foi criado para ser até 100 vezes mais rápido que o 4G.

A baixa latência é a diferença chave entre 4G e 5G. Latência é o tempo que passa do momento em que as informações são enviadas de um dispositivo até que possam ser usadas pelo destinatário. A latência reduzida significa que você poderá usar sua conexão de dispositivo móvel como substituto do seu modem a cabo e do Wi-Fi. Além disso, você poderá fazer o download e o upload de arquivos com rapidez e facilidade, sem precisar se preocupar com a queda da rede ou da linha telefônica. Você também poderá assistir a um vídeo em 4K quase imediatamente, sem ter que esperar.

O 5G será capaz de corrigir problemas de largura de banda. Atualmente, existem tantos dispositivos diferentes conectados às redes 3G e 4G, que não existe infraestrutura capaz de dar conta de tudo isso de forma eficaz. O 5G vai atender os dispositivos atuais e também as tecnologias emergentes, como carros sem motorista e produtos domésticos conectados.

Mas é preciso lembrar que esse cenário ainda não passa de teoria e vai exigir muito investimento de governos e operadoras móveis, para que funcionem. Precisam também pensar nos aspectos de segurança do 5G. Com um maior número de usuários e serviços aprimorados, o 5G abre as portas para um novo nível de ameaça. Os governos e operadoras móveis devem garantir um nível alto de segurança, que deve estar em vigor, antes que o 5G seja implementado.

Você tem alguma dúvida sobre a diferença entre 4G e 5G? Será que esquecemos algo? Fale com a gente deixando um comentário abaixo ou twittando para @JustAskGemalto.