Principais dicas para limitar o tempo do seu filho nos tablets

Você está preocupado que seu filho passa muito tempo em dispositivos eletrônicos? Leia nossas principais dicas para restrição do tempo de tela.

Conhecidos como nativos digitais, os jovens adoram usar e aprender sobre tecnologia. Isso os ajuda a manterem-se informados sobre o resto do mundo, a falar com amigos e a jogar. Tudo isso é crucial para o aprendizado e desenvolvimento, mas passar muito tempo em laptops, smartphones e tablets também pode ter um efeito negativo. Pode aumentar o risco de obesidade infantil, interromper os padrões de sono e estimular comportamentos indisciplinados.

Se você acha que seu filho está gastando muito tempo com dispositivos eletrônicos e gostaria de limitar o tempo de tela, confira nossas dicas para ajudá-lo a abordar esse tópico.

  1. Dê bom exemplo. As crianças se espelham no comportamento dos pais, por isso é importante dar um bom exemplo quando estiver usando seu próprio dispositivo. Se você limitar a quantidade de tempo que você fica fixado na tela, eles também irão.
  2. Seja o pai/mãe. Como pais, você deve se impor e tomar decisões impopulares. Isso muitas vezes causa conflito, que pode ser superado explicando suas razões e ajudando-os a preencher o tempo com outras atividades.
  3. Defina tempo limitado de uso. Faça um combinado sobre quanto tempo eles podem passar na frente de seus dispositivos diariamente e certifique-se que isso seja cumprido. A rotina vai fazer com que se acostumem a estar conectados apenas por um período de tempo por dia. Esse limite também pode ajudar os adultos da família!
  4. Faça disso um esforço familiar. Faça com que toda a família se desconecte e crie zonas livres de dispostivos em casa, como quartos ou sala de jantar. Isso incentivará as crianças a falar mais e a não serem absorvidas pelos eletrônicos o tempo todo.
  5. A tecnologia pode ajudar. Se necessário, todos os dispositivos oferecem controle parental. Você poderá definir horários específicos para uso, bem como controles de senha. Isso significa que as crianças não poderão acessar o dispositivo fora do horário ou sem a senha. Isso pode ajudar especialmente quando se trata de fazer a lição de casa. Existem outras opções também. Por exemplo, alguns aplicativos incentivam as crianças a manter certos limites de uso em troca do desbloqueio de novos recursos. Por exemplo, o aplicativo Forest permite que as crianças cultivem uma bela floresta em troca de manter o uso do telefone dentro do limite definido.

Os especialistas concordam que não há tempo definido para que uma criança use um dispositivo, pois é completamente subjetivo. Usar um laptop, smartphone ou tablet pode ser uma parte importante da educação e do desenvolvimento social de uma criança, mas limitar o tempo de tela também pode incentivar um maior envolvimento com a família e o mundo ao seu redor. Moderação de uso vai garantir um equilíbrio saudável.

Você tem alguma pergunta? Comente abaixo ou via Twitter para @JustAskGemalto