Como funcionam os aplicativos de rastreamento do COVID-19?

Com muitos de nós isolados, os governos em todo o mundo têm corrido para encontrar maneiras de amenizar as restrições sem colocar a segurança pública em risco. Uma solução possível que muitos governos têm apoiado é um aplicativo de rastreamento de contatos, que pode permitir o rastreamento digital de todos em grande escala. Esses aplicativos são projetados para permitir que as pessoas saibam se estiveram em contato próximo com alguém que, posteriormente, foi testado positivo para Covid-19.

A esperança é que, com uma grande proporção da população usando esses aplicativos, os governos serão capazes de identificar exatamente quem precisa estar em isolamento e quem não, isso é fundamental para diminuir as medidas de distanciamento social. O objetivo principal é alertar as pessoas sobre a necessidade de se isolarem de maneira mais rápida do que os métodos tradicionais faziam no passado.

Já houve vários testes desses aplicativos em todo o mundo. Em Cingapura, por exemplo, um aplicativo de rastreamento de contato chamado TraceTogether foi lançado pelo governo e foi baixado mais de 800.000 vezes desde 20 de março de 2020, na esperança de criar uma resposta ao vírus mais “voltada para a comunidade”.

A forma como esses aplicativos funcionam varia de acordo com o país, no entanto, eles usarão os mesmos princípios básicos que descrevemos abaixo.

  • Os usuários baixam o aplicativo.
  • O aplicativo é executado em segundo plano no telefone, detectando periodicamente quando outro telefone com o aplicativo entra em alcance via Bluetooth e a distância entre os dois dispositivos.
  • O aplicativo registrará anonimamente os detalhes do outro telefone por um determinado número de dias.
  • Se um usuário desenvolver sintomas semelhantes aos da gripe, ele os relatará no aplicativo. Eles responderão a uma série de questões clínicas.
  • As respostas serão analisadas por um programa de inteligência artificial (IA). Se a IA decidir que os sintomas indicam positivo para Covid-19, essa pessoa deve se isolar por 14 dias.

A IA analisará os contatos que a pessoa sintomática registrou no aplicativo para decidir o risco potencial de infecção para cada um. Pessoas consideradas como tendo contato de “alto risco” com alguém que relatou sintomas de Covid-19 receberão um alerta informando que elas devem entrar em isolamento por 14 dias.

Centralizado vs descentralizado

Com uma abordagem centralizada de rastreamento, a correspondência de contato ocorre em um servidor de computador remoto criptografado. Órgãos de saúde pública têm acesso a esses dados anônimos, para ver onde estão ocorrendo os pontos críticos da infecção.

Porém, é importante ressaltar que como os dados coletados são anônimos, as pessoas contatadas não saberão quem pode ter lhes passado o coronavírus, protegendo assim a identidade de todos.

Em contraste, a versão descentralizada realiza o processo nos próprios telefones. Isso significa que não há um banco de dados central que possa ser usado para reidentificar indivíduos e revelar com quem eles passaram algum tempo, pois os dados não existirão.

E quanto à Apple e ao Google?

Os países que estão usando a Apple e o Google para desenvolver aplicativos de rastreamento diferem ligeiramente, embora usem uma abordagem descentralizada. Essas empresas estão oferecendo uma peça de tecnologia (uma interface de programação de aplicativo ou API) que ajudará a transformar todos os iPhones e todos os telefones Android em dispositivos de rastreamento de contato, integrando diretamente a tecnologia em seus sistemas operacionais para alcançar mais pessoas. Simplificando, as próprias empresas não estão desenvolvendo aplicativos, mas apoiando os desenvolvedores que desejam fazê-lo.

Eles estão ajudando por:

  • Fornecer informações sobre os diferentes níveis de energia do Bluetooth dos dispositivos, para ajudar os desenvolvedores a estimar melhor a distância entre dois aparelhos
  • Permitir que os desenvolvedores decidam por si mesmos o quão próximos os telefones devem estar e por quanto tempo para caracterizar um “encontro”
  • Impedir que os telefones registrem qualquer encontro como tendo durado mais de 30 minutos
  • Criptografar dados sobre a potência de transmissão dos telefones, para evitar que alguém use retrospectivamente os registros para revelar quais modelos estiveram envolvidos
  • Mudar para um algoritmo de criptografia diferente para reduzir o gasto da bateria

Este sistema também é interoperável, o que significa que mesmo que pessoas de diferentes países, estados ou com diferentes dispositivos tenham diferentes aplicativos de rastreamento de contatos, elas serão alertadas sobre a exposição.

Esperamos que isso seja útil para ajudá-lo a decidir se deseja baixar um aplicativo de rastreamento de contrato. Se você tiver alguma dúvida, deixe-as na seção de comentários abaixo e nós responderemos.

Veja mais de nossas postagens sobre Covid-19 abaixo: