Como funciona a clonagem de cartão e como evitá-la?

Se você nunca teve seu cartão clonado, você deve se considerar uma pessoa de sorte. Esses dispositivos pequenos e ilegais cabem em leitores de cartão nos caixas eletrônicos e em outros terminais de venda de autosserviço e podem ter um impacto devastador em suas finanças, caso consigam capturar os dados do seu cartão.

A fraude chamada “skimming” faz parte de um grupo mais amplo de fraudes denominado fraude de “cartão ausente”, isso significa que o golpista não precisa ter seu cartão físico para fazer transações em seu nome – continue lendo para descobrir como isso funciona.

 

Como funciona o skimming de cartão?

Infelizmente, como esses skimmers são projetados para se misturar com a máquina de cartões, eles podem ser notoriamente difíceis de detectar. Para que os ladrões realizem ataques de skimming com sucesso, um leitor de cartão é colocado sobre o slot de cartão real do caixa eletrônico, então, quando você inseri seu cartão no caixa eletrônico, você o desliza involuntariamente pelo leitor falsificado, que verifica e armazena todas as informações armazenadas na banda magnética.

No entanto, para obter acesso total à sua conta bancária em um caixa eletrônico, os ladrões ainda precisam do seu número PIN. É aí que as câmeras entram – escondidas nos caixas eletrônicos ou bem perto deles, pequenas câmeras espiãs são posicionadas para obter uma visão clara do teclado e registrar toda a ação na hora da inserção do PIN ou senha.

Como alternativa, alguns esquemas de skimming em caixas eletrônicos utilizam teclados falsos ao invés de câmeras para capturar números PIN. Assim como os skimmers de cartão cabem no slot de cartão da máquina, os teclados de skimming são projetados para imitar o design do teclado original e se encaixar sobre ele. Se você notar que o teclado do seu caixa eletrônico parece se projetar estranhamente da superfície ao redor dele, ou se você observar uma mudança de cor estranha entre o teclado e o resto do caixa eletrônico, fique atento, pode ser uma farsa.

Um ladrão pode então usar essas informações ou vendê-las para outra pessoa fazer compras com seu cartão e acessar todo o dinheiro da sua conta.

 

Como prevenir

É importante lembrar que retirar dinheiro em caixas eletrônicos geralmente é seguro e que a grande maioria das transações em caixas eletrônicos acontecem sem problemas. Os pagamentos com cartão são uma das formas mais seguras e convenientes de pagar por bens e serviços, especialmente desde a introdução do Chip e do PIN.

No entanto, como os caixas eletrônicos ficam em áreas públicas, eles às vezes atraem criminosos que veem neles uma oportunidade para roubo. Portanto, é vital tomar algumas precauções de bom senso ao sacar dinheiro ou verificar seu saldo.

1. Examine o local em busca de câmeras ocultas que possam registrar a digitação do seu PIN. Elas podem estar próximas ao teclado, portanto, certifique-se sempre de cobrir a mão ao digitar seu PIN.

2. Compare o leitor de cartão e o teclado com o resto da máquina. As cores e estilos devem corresponder.

3. Avalie a área quanto a quaisquer sinais óbvios de adulteração. Danos aos painéis devem ser um sinal de alerta.

4. Fique sempre alerta no caixa eletrônico. Esteja atento às pessoas ao seu redor, especialmente as que estão por perto. Se alguém estiver aglomerando você ou tentando distraí-lo, cancele a transação e vá para outro caixa eletrônico.

5. Tente deslocar o leitor de cartão e o teclado. Skimmers de cartão e teclados falsos são projetados para que o ladrão os remova facilmente, então se eles parecerem soltos, pode ser fraude.

Se a máquina não parecer correta, informe à agência bancária e vá para outro local. Além disso, se você acredita que seu cartão foi comprometido, vá a outro caixa eletrônico, altere seu PIN o mais rápido possível e informe ao seu banco ou ao emissor do cartão.

É uma boa prática adquirir o hábito regular de verificar seus extratos bancários e monitorar suas contas para detectar quaisquer cobranças incomuns. Se você notar quaisquer cobranças fraudulentas em seu extrato, informe imediatamente a administradora do cartão e encerre a conta.

Atualmente, a maioria dos bancos oferece a opção para você configurar notificações da sua conta e cartões de crédito no celular, você receberá um alerta sempre que uma cobrança for superior a, digamos, R$ 100 ou sempre que houver uma transação de “cartão ausente“. Essa é uma ótima maneira de manter o controle de suas transações e levará apenas alguns segundos para você saber se fez determinado pagamento ou não. Se você receber uma notificação de uma transação que definitivamente não fez, congele imediatamente o cartão através do aplicativo do banco no seu celular. Isso evitará que mais dinheiro saia da sua conta até que você consiga falar com o banco para cancelar o cartão.

Esperamos que esta postagem tenha sido útil para entender o que é fraude de “skimming” e como você pode se proteger. Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário na seção abaixo. Você também pode gostar dessas outras postagens sobre o tópico: